A redação final do Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB) de Ipatinga foi aprovada por unanimidade pela população, durante audiência pública realizada na noite desta terça-feira (01/03), no auditório do 7º andar da Prefeitura completamente lotado. O documento, que soma mais de 1,3 mil páginas, foi elaborado com a participação de técnicos da Secretaria Municipal de Planejamento, da empresa Engecorps Engenharia, diversos segmentos sociais e moradores das nove regionais administrativas do município.

O PMSB prevê projetos e ações estruturais de curto, médio e longo prazos, num período total de 20 anos, direcionados em quatro eixos principais: abastecimento de água, esgoto sanitário, drenagem urbana e resíduos sólidos. O conjunto de intervenções e iniciativas apresentadas no plano está orçado em R$ 200 milhões de investimentos.

Além de intervenções pontuais nos eixos relacionados ao saneamento básico, o documento prevê programas contínuos de educação ambiental com ênfase em preservação de nascentes e destinação correta de resíduos sólidos. Nos próximos dias, a matéria será encaminhada para aprovação na Câmara Municipal, em conformidade com a Lei nº 11.445/2007, que institui a Política Nacional de Saneamento Básico.

“Depois de muito trabalho, estudos técnicos e levantamentos, e a garantia da participação popular pelos diversos canais ofertados durante o processo, estamos concluindo um plano que traduz os anseios da população em ações técnicas. Com o PMSB, Ipatinga está se preparando não só para atuar nas questões emergenciais, mas olhando para o futuro, com a visão das próximas duas décadas”, observou o secretário de Planejamento de Ipatinga, Ricardo Figueiredo, completando que a aprovação do plano habilita o município a pleitear mais investimentos federais em programas para melhorar a qualidade de vida da população.

Em Ipatinga, o processo de elaboração do PMSB foi custeado pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Piracicaba (CBH-Piracicaba), que, por meio do Programa de Universalização do Saneamento (P41), destinou recursos oriundos da cobrança pelo uso da água. A coleta de dados para embasar todos os pontos do documento começou a ser feita em março de 2015. As etapas de elaboração do plano contaram com várias reuniões de trabalho entre os comitês Executivo e de Coordenação, e também encontros, plenárias, seminários e oficinas realizadas nas regionais do município, com a participação direta dos moradores.

A audiência conclusiva dos trabalhos contou com a participação de delegados regionais eleitos durante o processo e lideranças comunitárias. Também marcaram presenças secretários municipais de Ipatinga, a vereadora Lene Teixeira e o vereador Saulo Manoel, representantes de conselhos municipais, entidades sociais e empresariais, sindicatos, associações de moradores, Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Piracicaba (CBH-Piracicaba) e Instituto BioAtlântica (IBIO). O PMSB de Ipatinga está disponível no Portal da Prefeitura Municipal de Ipatinga.

Fonte:   http://planodesaneamento.ipatinga.mg.gov.br/  

 

Audiência Pública aprova Plano de Saneamento Básico de Ipatinga

Data: 03 / 03 / 2016.

Plano Municipal de Saneamento Básico foi aprovado por unanimidade pela população

 A elaboração do PMSB foi custeado pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Piracicaba