O Conselho Consultivo do Parque Estadual do Rio Doce foi empossado pelo Chefe do Escritório Regional do Rio Doce Edenilson Cremonini Ronqueti  e pelo Gerente do  Parque Estadual do Rio Doce para o Biênio 2016/2018. A solenidade de posse foi realizada dia 10/06, no auditório Borun Watu, na Unidade de Conservação em Marliéria MG,

O Conselho  é  composto por representantes do Poder Publico,  do Setor Produtivo , de Universidades  e pela Sociedade Civil Organizada ( Sindicatos, Comunidades do Entorno, Organizações não Governamentais).

São atribuições do Conselho Consultivo formular propostas relativas à gestão do Parque Estadual do Rio Doce; acompanhar a implementação e revisão do Plano de Manejo da Unidade; discutir e propor programas e ações prioritárias para o Parque Estadual do Rio Doce e Zona de Amortecimento; participar das ações de planejamento e propor diretrizes e ações para compatibilizar, integrar e otimizar a relação com a população do entorno.

O Conselho também é responsável por opinar sobre a aplicação de recursos financeiros destinados ao PERD, avaliar o orçamento da Unidade e o relatório financeiro em relação aos objetivos da Unidade de Conservação; opinar sobre assuntos de interesse do PERD e Zona de Amortecimento, manifestando-se sobre obra ou atividade potencialmente causadora de impacto na Unidade de Conservação e Zona de Amortecimento.

A Fundação Relictos é representada neste conselho pela conselheira Claudia Dinis Pinto Coelho e pelo Vice Presidente do CBH do Rio Piracicaba José Ângelo Paganini.

Conselho Consultivo do Parque Estadual do Rio Doce toma posse.

Data: 20 / 06 / 2016.

Conselho Consultivo do PERD  biênio 2016/2018.

Rio Doce visto do Parque Estadual do Rio Doce.