O Governo de Minas Gerais por meio do Instituto Estadual de Florestas (IEF), que celebra seus 55 anos neste ano, vai atuar em conjunto com o Centro de Biodiversidade da Associação Esportiva e Recreativa de Ipatinga, no Território Vale do Aço na prestação de serviços médico-veterinários para animais silvestres. O acordo, firmado em janeiro entre a Usipa e o Escritório Regional do Rio Doce do IEF, abrangerá as áreas de clínica, cirurgia e patologia.

 Na opinião da médica veterinária e analista ambiental do IEF, Thais Souza, este termo de cooperação vai auxiliar na qualidade das ações desenvolvidas pela Polícia Militar do Meio Ambiente (PMMA) e pelo IEF na região. Os casos de recolhimento de animais que não podem ser soltos imediatamente serão os mais impactados. São exemplos os animais com penas cortadas ou filhotes, e ainda, de animais que foram agredidos e necessitam de tratamento veterinário até a reabilitação para soltura. “Estamos muito gratos e esperamos contar com essa parceria para o benefício das partes”, ressaltou a analista.

 O supervisor e responsável técnico do Cebus, Lélio Costa, lembra que “a localização, perto do parque do Rio Doce, justifica a importante função científica na região, por abrigar parte da reserva de Mata Atlântica. A localização estratégica de Ipatinga, devido à convergência de rodovias estaduais e municipais, facilita o contato da população com diversos animais silvestres”.

 O Centro de Biodiversidade da Usipa é uma entidade zoológica privada, sem fins lucrativos que se dedica à perpetuação das espécies. Possui capacidade técnica de avaliação clínica, tratamento, identificação, manejo alimentar e sanitário dos animais silvestres.

O local destinado aos animais recolhidos pelo IEF e PMMA é isolado da área do zoológico, uma vez que não pode haver visitação e nem contaminação de animais cativos para os animais que serão destinados à soltura.

 Em Minas Gerais, são três os Centros de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), locais habilitados para o recebimento, triagem, tratamento e reabilitação de animais silvestres. Eles estão localizados em Belo Horizonte, Juiz de Fora e Montes Claros. Outros equipamentos estão em processo de implantação e outros na fase de projeto, prevendo um aumento considerável da capacidade do IEF no atendimento às questões relacionadas à recuperação da fauna.

 Animal encaminhado para zoo de Ipatinga é recuperado

 O Zoológico da Usipa recebeu no dia 19 de janeiro o Gavião-Pato. A ave, ameaçada de extinção, foi encontrada por moradores da cidade de Timóteo caída e machucada. Segundo o médico-veterinário Lélio Costa e Silva, a ave provavelmente desnorteada se chocou com alguma estrutura urbana, provocando um pequeno trauma que a impossibilitou de voar por um curto período de tempo.  

 Levada ao zoológico pela Polícia Militar de Meio Ambiente, mediante boletim de ocorrência, o Gavião-Pato, permaneceu em recinto apropriado recebendo cuidados veterinários e biológicos (alimentação com presas vivas do biotério) até início de fevereiro quando, apresentando melhoras significativas, deu-se início ao processo de reabilitação para a reintrodução a natureza.

 A soltura ocorrerá em área de borda de mata, no município onde foi capturado e será acompanhada pela PMMA em data ainda a ser agendada.

 “É importante ressaltar que a ação da população neste caso foi correta, mantendo o animal em segurança e acionando a Polícia de Meio Ambiente para o resgate. No entanto, qualquer que seja o animal silvestre, a população não deve tentar capturar ou transportar animais machucados ou em risco de morte porque mesmo em condições muito precárias de saúde, esses animais podem agredir, caso se sintam ameaçados ou serem portadores de alguma enfermidade”, afirma Lélio Costa.

 

Fonte: Ângela Almeida e Renata Cezarina - Ascom/Sisema

 

Regional IEF Rio Doce fecha parceria para resgate de animais silvestres

Data: 25 / 02 / 2017.

O Centro de Biodiversidade da Usipa é uma entidade zoológica privada, sem fins lucrativos .

Centro de Biodiversidade da Associação Esportiva e Recreativa de Ipatinga,